Rua Presidente Wenceslau Bras, 258 - Pedregulho - Guaratinguetá/SP

(12) 2103 4013

© 2018 por Angelo Paiva. Criado com Wix.com

- A psicanálise é uma técnica terapêutica que visa à qualidade de vida e emocional através da descoberta de fatores inconscientes pelo analisando, com o apoio de um psicanalista. Revela-se um instrumento de inteligência intrapessoal.

- Psicanálise não é psicologia ou medicina, tampouco atividade exclusiva de psicólogos e médicos.

- Cada pessoa tem uma história de vida. O psicanalista trabalha com foco no inconsciente, que não oferece uma lógica consistente. Ao contrário, sua lógica só sustenta um sentido em cada sujeito, que é abordado na prática clínica, pois a prática é que permite manter o foco no inconsciente do indivíduo, sem comparação.

- Um psicanalista não vai ouvir você e revelar um perfil, sugerindo que aja de tal forma, isso, em regra, é papel do psicólogo. Um psicanalista auxilia na percepção da influência do inconsciente na sua vida, podendo indicar situações sobre as quais seja importante uma atitude ou decisão.

- Um psicanalista tem sua formação em três pilares: teoria, análise pessoal e supervisão. 

- A formação é livre, devendo ser realizada por Sociedades ou Institutos criados para essa finalidade.

- A psicanálise não envolve contato físico e permite que o analisando fique à vontade em sua expressão, respeitada a integridade e a saúde dos envolvidos.

- Uma vertente da psicanálise, desenvolvida por Wilhelm Reich, aplica uma técnica corporal chamada vegetoterapia, visando a desfazer couraças musculares estabelecidas pela repressão e pelo trauma. Não optei por essa formação ou linha de trabalho. 

- A psicanálise cuida da estrutura psíquica e emocional, envolvendo aspectos afetivos,  intelectuais, sexuais e toda expressão pessoal como ser individual e autônomo, permitindo ao analisando perceber e falar de forma livre sobre esses aspectos.

- Depressão, ansiedade, vazio existencial, fixações, bloqueios, distúrbios sexuais, inadequação, entre outros, são queixas cujo fundo ou fator pode ser relacionado a fatores inconscientes, que são buscados e esclarecidos através da psicanálise.

- A psicanálise não dispensa o tratamento médico e não interfere nas atribuições do psicólogo.

- A educação inadequada e a repressão podem inibir ou desviar o desenvolvimento da libido, gerando as neuroses e outras queixas, de caráter sexual ou não, bem como padrões de pensamento e atitude repetitivos.

- Importante esclarecer: na psicanálise, libido não é sinônimo de sexualidade. Essa é uma manifestação daquela, dentre outras. Muito resumidamente, libido é a energia do viver, presente desde o nascimento, e num exemplo simples, permite o arrepio, o calor afetuoso e o prazer.

- A duração da terapia não tem tempo determinado, pois depende de fatores como a estrutura psíquica e a resistência do analisando, da profundidade do recalque e intensidade da transferência, dentre outros.

- Não é uma terapia que dura a vida toda, podendo ser interrompida, e claro, finalizada, afinal, a evolução da terapia traz resultados perceptíveis. Conforme o livre-arbítrio do analisando,  permite decisões e mudanças de atitude na vida.

- Em regra a psicanálise é presencial. Entretanto, suas características permitem, para os que entendem a tecnologia como um valioso instrumento,  que seja realizada à distância, através de programas como whatsapp ou skype, pois permitem uma interação de voz e imagem, com preço compatível com o custo da atividade.

- As sessões são remuneradas com um valor padrão ou um valor social. O valor padrão é aplicado a consultas individuais, enquanto o valor social aplica-se a pacotes  ou convênios, tornando a terapia acessível.

- A primeira sessão não é cobrada. Visa ao esclarecimento do interessado e à avaliação do caso pelo analista, que pode recusar o atendimento em casos justificados, como exemplo, um estado psicótico.

- A sessão de análise é individual e personalíssima, ficando em sigilo entre o psicanalista e o analisando.

- Não são aplicadas comparações, estatísticas, certo ou errado, nem censuras. Cada pessoa é única.

- A presença de outra pessoa interfere no desenvolvimento, por que gera um fator de censura ou limitação, que é exatamente o que a psicanálise evita para permitir a livre expressão.

- Pessoas que tenham curiosidade ou necessitem conhecer a psicanálise, situação comum entre cônjuges, podem agendar uma sessão inicial. também sem acompanhamento, pois a individualidade precede a relação conjugal ou parental na psicanálise.

- A terapia com casais é exceção, cabível em casos onde a segurança e a integridade dos cônjuges esteja vulnerável.

- A psicanálise pode ser feita por crianças e adolescentes, com a autorização dos pais ou responsáveis, entretanto, também individualmente, ficando eventual registro protegido por lei.